http://www.radiofronterafm.com.br/ads.txt

9374677 Seja bem vindo ao nosso site radiorevistafronteira@gmail.com!

Mundo

Eleições no Paraguai: Payo Cubas denuncia suposta fraude e há confrontos violentos entre seus seguidores e a polícia

Publicada em 02/05/23 às 09:24h - 487 visualizações

Radio Fronteira 101,7


Compartilhe
Compartilhar a noticia Eleições no Paraguai: Payo Cubas denuncia suposta fraude e há confrontos violentos entre seus seguidores e a polícia  Compartilhar a noticia Eleições no Paraguai: Payo Cubas denuncia suposta fraude e há confrontos violentos entre seus seguidores e a polícia  Compartilhar a noticia Eleições no Paraguai: Payo Cubas denuncia suposta fraude e há confrontos violentos entre seus seguidores e a polícia

Link da Notícia:

Eleições no Paraguai: Payo Cubas denuncia suposta fraude e há confrontos violentos entre seus seguidores e a polícia
 (Foto: Reprodução)

A tranquilidade que reinava sobre as eleições presidenciais no Paraguai foi cortada na tarde de segunda-feira, depois que Payo Cubas denunciou uma suposta fraude nas eleições vencidas por Santiago Peña e pediu resistência à assunção das novas autoridades, o que levou a violentos confrontos entre seus seguidores e a polícia nas proximidades do Tribunal Superior de Justiça Eleitoral (TSJE).

Depois da meia-noite, a polícia reprimiu os manifestantes com balas de borracha. Devido à situação, somada ao fato de haver bloqueios de estradas em outras partes do país, as empresas de transporte de média e longa distância anunciaram que atenderam seus serviços nesta terça-feira.

Tudo começou à tarde, quando seguidores de Cubas marcharam até a sede do TSJE, em Assunção, para pedir a revisão dos registros de votação, após a denúncia do líder.

Apoiadores de Cuba começaram a se reunir nas proximidades da Justiça Eleitoral para exigir a revisão dos registros de votação. Foto: AP
Apoiadores de Cuba começaram a se reunir nas proximidades da Justiça Eleitoral para exigir a revisão dos registros de votação. Foto: AP

Cubas, o candidato antissistema considerado uma espécie de "Milei paraguaio" que ficou em terceiro lugar nas eleições com quase 23% dos votos, baseou suas queixas no fato de que a empresa responsável pelas urnas eletrônicas não respondeu às perguntas que ele fez sobre supostas irregularidades ocorridas nas eleições.

"É impossível que uma população cansada tenha dado uma vitória a esses narcotraficantes", disse Cubas na denúncia pública que fez na tarde de segunda-feira.

Por sua vez, acusou o Partido Liberal Radical Autêntico de estar ciente da alegada fraude e de ser "cúmplice" do sucedido.

Logo após o anúncio, apoiadores de Cuba começaram a se reunir no cruzamento das avenidas Eusébio Ayala e Defensores del Chaco, em frente ao TSJE, em Assunção. Com cartazes de apoio a Cubas e bandeiras paraguaias, vários grupos de pessoas começaram a chegar para exigir que a eleição fosse anulada e votada novamente.

Payo Cubas, o candidato antissistema no Paraguai, que denunciou supostas fraudes. Foto: AFP
Payo Cubas, o candidato antissistema no Paraguai, que denunciou supostas fraudes. Foto: AFP

Diante do crescimento da multidão, a polícia rapidamente instalou uma operação de segurança no local e colocou cercas para evitar que eles se aproximassem do prédio. Cubas, que fez a denúncia de Ciudad del Este, anunciou que viajará amanhã para Assunção para liderar o protesto.

Diante da situação, a missão de observadores da Organização dos Estados Americanos (OEA), que acompanhou as eleições no Paraguai, declarou não ter encontrado irregularidades no processo de votação e pediu aos manifestantes que canalizassem suas denúncias pelos canais institucionais.

Efraín Alegre, que ficou em segundo lugar nas eleições, também se juntou aos protestos contra as eleições e pediu uma auditoria de 10% das urnas eletrônicas, bem como a contagem manual das cédulas.

"Dizemos ao TSJE que estaremos atentos à sua disposição de tornar transparente o presente processo eleitoral com uma presença física e militante", tuitou Alegre.

Cortes de estradas e tensão em Ciudad del Este

Em Ciudad del Este, cerca de 1500 seguidores de Payo Cubas bloquearam diferentes trechos da rota PY02 em protesto contra a suposta fraude denunciada pelo candidato. A situação gerou tensão, já que jornalistas presentes no local relataram que pessoas que protestavam estavam assediando pessoas identificadas com o Partido Colorado.

Os apoiadores de Cuba, também envoltos em bandeiras paraguaias, entoaram protestos e queimaram capas, pedindo que os registros de votação fossem revistos.






fonte Clarim




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (45)999127301

Visitas: 13427298
Usuários Online: 400
Copyright (c) 2024 - radiorevistafronteira@gmail.com
Converse conosco pelo Whatsapp!